Palmas-TO, 24 de novembro de 2020

WebMail

Fapto orienta sobre a importância de combater a propagação do novo vírus no ambiente de trabalho

Atualizado em: 07/07/2020 15h12

Já se passaram mais de três meses do início da pandemia do novo coronavírus no Brasil. O tempo vai passando, e com ele vai crescendo o sentimento de normalidade. Alguns hábitos de cuidado e prevenção que no começo eram tão importantes e não eram esquecidos, vão sendo deixados de lado.

As orientações dos especialistas são claras. Não podemos baixar a guarda. E é fundamental continuar seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre como prevenir a Covid-19, e outras infecções, nos ambientes corporativos.

Além do uso da máscara ser indispensável ao sair de casa, ao chegar no ambiente de trabalho é importante promover a higienização das estações onde você executa sua atividade profissional, pois além da transmissão direta de uma pessoa contaminada à outra, as superfícies estão entre os principais meios de propagação do coronavírus. Por isso, é essencial que todos os itens que compõem as estações de trabalho sejam higienizados regularmente com o auxílio de um pano e desinfetante.
Outra ação fundamental e bastante frisada por técnicos da área da saúde é a lavagem correta e constante. Por esse motivo, a Fapto disponibilizou além do álcool em gel 70% para funcionários e clientes, mas que também orienta sobre a maneira correta de fazer a higienização. A higienização das mãos com água e sabão é tão indicada e eficiente quanto. Deve ser feita sempre que houver essa possibilidade.

Cuidando do Ambiente Institucional

A Fapto tem estudado sua atuação, para melhor entender quais aspectos de sua atividade podem ser afetados pela pandemia e quais atitudes podem ser adotadas para minimizar os efeitos.

De acordo com a diretora interina da Fapto, Fernanda Fernandes, desde que iniciou este período difícil da proliferação do vírus, a Fundação tem buscado criar condições tecnológicas para o trabalho remoto, realizar reuniões virtuais, e até mesmo modificar a dinâmica de trabalho dos colaboradores. Segundo ela, a equipe de compras entrou em ação e identificou novos fornecedores alternativos para não interromper o funcionamento da Fundação. “O momento está sendo de muito aprendizado para todos da equipe. Estamos melhorando e avaliando as políticas de trabalho de casa (ou remoto), aprimorando a infraestrutura tecnológica para esta modalidade de trabalho (equipamentos e sistemas para reuniões virtuais, ferramentas de colaboração, entre outros), além de monitorar de maneira mais criteriosa as atividades, buscando aumentando a produtividade e reduzindo custos”, enumerou a diretora os benefícios.