Palmas-TO, 27 de novembro de 2022

WebMail

Fapto, UFT e Governo do Estado segue com agenda para fomentar o setor de exportação no Tocantins

Atualizado em: 14/07/2022 20h31

Exportação foi o assunto em foco nesta semana no Tocantins. Seguindo a agenda de ações para estimular as empresas tocantinenses a ingressar no mercado internacional, aconteceu nesta quinta-feira 14, na sede da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços uma reunião técnica com o representante da APEX-Brasil e representantes da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e a Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto), para o lançamento do Projeto “Tocantins Pelo Mundo”.

Durante o lançamento do projeto, os professores da UFT, Ítalo Beltrão, coordenador do projeto “Tocantins pelo Mundo”, e professor Jan Marcel, responsável pela parte técnica, apresentaram as etapas das capacitação de pequenas e médias empresas tocantinenses que atuam com a exportação de seus produtos e serviços. Conforme a equipe de consultores, a iniciativa visa aumentar o leque de ações de fomento à exportação, atuando em fina sintonia com o Programa de Qualificação para Exportação (Peiex) e Rota Global, conduzidos no Tocantins, pela APEX-Brasil e Fapto, e pela Fieto.


Em sua fala, o professor Jan Marcel, explicou que o projeto tem como objetivo principal conduzir ações práticas voltadas às demandas identificadas, conduzindo as empresas ao aperfeiçoamento dos últimos passos do caminho para a exportação no Tocantins. “O primeiro passo é superar os principais gargalos, preparando essas empresas para participar de rodadas de negócios e feiras internacionais e capacitando-as para montar uma narrativa comercial", pontuou o professor.

Na ocasião, o coordenador do projeto, professor Ítalo Beltrão, falou sobre a expectativa da Fapto e da UFT em resolver alguns gargalos que foram identificados na execução da primeira edição do projeto, no qual 20% das empresas cadastradas conseguiram exportar. Segundo Beltrão, essa taxa foi considerada alta tendo em vista os entraves encontrados na reta final do projeto e, para essa segunda edição, a meta é alcançar um crescimento de 20% nesse indicador, além de diversificar o valor agregado para pequenas e médias empresas que estejam aptas a exportar.

A diretora técnica da Fapto, Fernanda Fernandes, aproveitou a oportunidade para agradecer o empenho de todos os parceiros do projeto, que para ela, de forma articulada entre as instituições, estão trabalhando para dar mais visibilidade ao potencial que o nosso Tocantins tem. “Presenciar todos que estão aqui hoje, voltados para a pauta de expandir o mercado dos produtos e serviços do estado para o mercado exterior é gratificante. Ontem, lançamos o Peiex Tocantins, que vai qualificar 100 novas empresas para exportação, e agora mais uma iniciativa que vai de encontro a proposta da Apex-Brasil que é capacitar os empresários tocantinenses para levar com preço justo os produtos produzidos no Tocantins”, observou a diretora ressaltando que os workshops que serão ofertados aos empresários poderão contribuir de forma prática na atuação das empresas, pois vão ajudá-las a formatar melhor a forma de exportação dos seus ou serviços.

Para a gerente de Desenvolvimento de Exportação da Sics, Andréa Murakami, o projeto Tocantins pelo Mundo ampliará as formas de acompanhamento e apoio ao setor. "O projeto fará com que a gente tenha braços para alcançar os empresários que desejam entrar para o mundo da exportação, conseguindo atingir uma área de trabalho com os empresários que a secretaria ainda não estava trabalhando. A expectativa é de que esse projeto traga inúmeros benefícios para a classe empresarial tocantinense", destacou a gerente. (com informações da Assessoria da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços)