Palmas-TO, 27 de setembro de 2022

WebMail

Governo Federal divulga livro com receitas e dicas para aproveitamento de alimentos produzido pelo IFTO

Atualizado em: 23/02/2022 15h26

O Portal do Governo Federal trouxe nesta última semana, uma reportagem especial intitulada “Ministério da Cidadania e Instituto Federal do Tocantins publicam livro com receitas e dicas para aproveitamento integral de alimentos” que conta sobre a produção literária elaborada pelo Ministério da Cidadania com o Instituto Federal do Tocantins (IFTO) e a Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto).

O livro citado que traz informações sobre como higienizar alimentos e as partes que podem ser aproveitadas foi lançado este mês e está disponível para download de forma gratuita e online pelo Portal do IFTO. Além dos pratos salgados e saladas, há opções de sobremesa. As receitas respeitam o paladar e características culturais de cada região do Brasil, com pratos como caldeirada de peixe, refogado de frango com quiabo e tropeiro de abóbora com feijão. Conheça o conteúdo neste link https://online.fliphtml5.com/nvxi/zhop/#p=1

A publicação é um dos produtos do projeto de extensão "Alimentação Saudável: aprender a fazer e fazer para aprender", que tem o objetivo de informar, didaticamente, sobre as melhores formas de aproveitar todos os nutrientes dos alimentos. O projeto também incentiva o cultivo de Hortas Pedagógicas no Tocantins, iniciativa do Ministério da Cidadania que estimula a implantação de canteiros em instituições de ensino e entidades socioassistenciais em regiões de vulnerabilidade social e insegurança alimentar. Os alimentos colhidos são consumidos nas próprias instituições e/ou distribuídos às comunidades.

“O Hortas Pedagógicas busca melhorias no processo alimentar, educacional e comportamental. Por meio da parceria com o IFTO, foi possível, além da implantação das hortas e das ações de capacitação, agregar o conhecimento técnico e científico da instituição”, afirmou a coordenadora-geral de Apoio à Agricultura Urbana e Periurbana da Secretaria Nacional de Inclusão Social e Produtiva do Ministério da Cidadania, Kelliane Fuscaldi.

Kelliane ressalta que, por meio da horta pedagógica, também é possível estimular, desde a infância, o aproveitamento quase total dos alimentos, fazendo com que as novas gerações desperdicem menos comida, reduzam os resíduos orgânicos e contribuam para a saúde das famílias e do planeta.

Parceria com muitos frutos
A parceria entre o Ministério da Cidadania e o IFTO no projeto “Alimentação saudável: aprender a fazer e fazer para aprender” ocorre via Termo de Execução Descentralizada e tem o valor de R$ 151.813,94, com vigência de setembro de 2019 a junho de 2022. A ação fundamenta-se na educação alimentar e nutricional e na educação profissional para o cultivo de alimentos.

Para o diretor do Departamento de Estruturação de Equipamentos Públicos, Luis Romaguera, o fortalecimento de parcerias é extremamente relevante para disseminar as ações previstas no Programa Nacional de Agricultura Urbana e Periurbana e beneficiar o público-alvo do Ministério da Cidadania.

O projeto prevê a implantação de 29 hortas pedagógicas em Tocantins; dez já foram construídas nos municípios de Dianópolis, Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão, Palmas, Marianópolis e Pedro Afonso.

A implantação das hortas se dá em escolas, unidades prisionais e residências de baixa renda, e também prevê ações de capacitação. Desta forma, são beneficiados diretamente alunos de escolas públicas e de campus universitários, residências de baixa renda e detentos.

“Preparamos diferentes materiais pedagógicos, como cartilhas, almanaques, podcasts, caderno de brincadeiras, que serão usados nas oficinas de educação alimentar e nutricional e para acesso do público envolvido”, afirma a pró-reitora de Extensão do IFTO, Gabriela de Medeiros Cabral. A distribuição dos materiais está prevista para até junho de 2022. (com informações da Comunicação do Ministério da Cidadania)