Palmas-TO, 28 de novembro de 2021

WebMail

Fapto participa da solenidade de posse do novo mandato do reitor da UFT

Atualizado em: 27/09/2021 15h41

Em uma solenidade realizada na tarde deste último domingo, 26, no Câmpus de Araguaína, o reitor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Luís Eduardo Bovolato, foi reconduzido ao cargo, após ser reeleito, para gerenciar a universidade por mais quatro anos.

Prestigiada, a posse contou com a presença do ministro da Educação, Milton Ribeiro, além de outras autoridades, membros e representantes das comunidades acadêmica e local. Na ocasião, o assessor institucional da Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto), Léo Araújo, representou a diretora executiva da Fundação, Fernanda Fernandes, e também os demais colaboradores da instituição na cerimônia de posse.

Para o assessor da Fapto, Léo Araújo, o momento da posse marca o início de novas atividades da gestão junto à comunidade acadêmica, as instituições parceiras e a população do Tocantins. “A Fapto segue ao lado da da UFT, apoiando e buscando cada vez mais aproximar a comunidade acadêmica com o desenvolvimento de projetos que dialoguem com as demandas locais; bem como dando visibilidade às ações desenvolvidas pela universidade, mostrando assim, que as instituições de ensino públicas são importantes para o desenvolvimento do país”, destaca o assessor.

Segundo o reitor, a posse no Câmpus de Araguaína tem um caráter simbólico muito forte para ele, pois foi a cidade onde começou suas atividades profissionais no Tocantins, desde 05 de janeiro de 1989, quando chegou no estado. "Ser reconduzido ao cargo também marca o reconhecimento e confiança, pela comunidade acadêmica, do trabalho que vem sendo desenvolvido - primeiro, com a professora Ana Lúcia Medeiros e, agora, junto ao professor Marcelo Leineker, tendo a oportunidade de seguirmos à frente da Reitoria por mais um período. É muito cristalino, para nós, o tamanho da responsabilidade que temos, não somente com as questões da UFT, mas, no momento, também com a transição da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT). São novos tempos: temos de preparar a Universidade para o cenário pós-pandêmico e seus desafios, que são muitos", destacou o reitor.