Palmas-TO, 28 de novembro de 2021

WebMail

Central QualiTOPAMA capacita profissionais da Educação e da Saúde de Araguaína

Atualizado em: 21/09/2021 17h07

A Central QualiTOPAMA capacitou neste último final de semana 21 profissionais da educação e da saúde de Araguaína, cidade-pólo do projeto no estado do Tocantins. O treinamento qualificou os profissionais para a realização das oficinas pedagógicas sobre Educação em Saúde voltadas para a Educação Básica. As atividades aconteceram nesta sexta-feira e sábado, 16 e 17 de setembro.

Promoveram a capacitação o professor Luiz Sinésio Silva Neto, integrante da frente de Educação em Saúde da Central QualiTOPAMA e as instrutoras Andressa Borges Xavier, enfermeira e mestranda em Ensino de Ciências e Saúde e Deuzivania Carlos, gestora de cooperativas e mestranda em Educação. A abertura do evento contou com a participação de gestores da Prefeitura de Araguaína.

Durante a capacitação, os profissionais puderam conhecer um pouco da região TOPAMA e suas principais dificuldades, além de serem preparados para elaborar um Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP) que servirá de base para as oficinas pedagógicas de educação em saúde a serem ofertadas nas escolas em que atuam. Para tanto, cada cursista deverá elaborar uma oficina destinada para 120 crianças e adolescentes, em observância às orientações recebidas nas aulas teóricas e com condições de biossegurança, levando em consideração a pandemia da Covid-19.

Para Neto, a formação de educação em saúde é uma inovação importante do Central QualiTOPAMA. “Aqui em Araguaína pudemos capacitar profissionais da educação das mais diversas áreas e todos puderam refletir sobre ações de educação e saúde como parte prática na escola. Essa nova forma de pensar e mudar a realidade de saúde em uma comunidade através da educação é a grande inovação da Central QualiTOPAMA”, afirmou.

As oficinas fazem parte das ações que a Central desenvolverá para fortalecer a Rede TOPAMA. Também são objetivos da Central QualiTOPAMA acompanhar os indicadores em saúde dos municípios no controle de endemias como tuberculose, sífilis, dengue, hanseníase, febre amarela e outros; identificar as potencialidades da região; fortalecer a regionalização e também aperfeiçoar o acesso equitativo ao SUS.

A iniciativa, que também oferecerá uma plataforma digital para os gestores municipais de saúde da região TOPAMA, conhecida como Bico do Papagaio, faz parte do Projeto Central QualiTOPAMA – Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde, Fortalecimento e Organização da Rede de Saúde Interfederativa (Rede TOPAMA), um projeto da Universidade Federal do Tocantins (UFT) chancelado pelo Ministério da Saúde.

Adesão

A pedagoga Gercivane Barbosa de Oliveira atua na educação infantil na cidade de Araguaína e se viu muito motivada em poder participar da capacitação. “Os assuntos relacionados à saúde sempre foram presentes no contexto da escola. Penso que faltava realmente um projeto no qual a gente pudesse integrar essas duas áreas e desenvolver atividades pedagógicas com as crianças, que também são agentes de saúde em casa e na comunidade”, acrescentou.

O professor de química do ensino médio, Raphael Mendes Rosa, participou do treinamento da Central. Para ele, trabalhar a educação em saúde é muito importante, principalmente durante a pandemia, pois, segundo ele, o mundo se voltou para tratar o coronavírus e outras demandas de saúde ficaram praticamente esquecidas. “Outras doenças continuam presentes principalmente na região Norte, devemos também focar na proteção da comunidade contra elas. E a escola é um local de aprendizado”, disse.

Próximas etapas

Após essa capacitação presencial, os participantes da capacitação terão dois encontros online por plataforma de videoconferência. A entrega dos Projetos de Intervenção Pedagógica (PIPs) ocorrerá em novembro e os três melhores projetos serão apresentados pelos seus autores à Fundação Fiocruz, no Rio de Janeiro (RJ).  (Texto: Elâine Jardim - Comunicação Qualitopama)