Palmas-TO, 24 de junho de 2024

WebMail

"Qualificação das Mulheres no Tocantins"

Compartilhe:

O Projeto “Qualificação das Mulheres no Tocantins: um caminho possível” é desenvolvido pela Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (Proex) da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em parceria com o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos e conta com o apoio da Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto).

Cerca de 100 mulheres foram capacitadas. Em Tocantinópolis, por exemplo, foram ministrados o curso de fabricação de massas, doces e salgados. Na Comunidade Barra da Aroeira, as mulheres participaram do curso de fabricação de doces a partir de insumos do cerrado. Já em Miracema, o curso oferecido foi o de Design de Biojóias. E o trabalho não para por aí, durante todo esse semestre ocorrerão cursos em várias localidades.

De acordo com a professora e coordenadora do projeto, Maria Santana Milhomem, o ápice do projeto é a oferta dos cursos práticos destinados a atender os anseios da localidade. "Estamos felizes em poder fazer parte desse momento com as várias mulheres envolvidas no projeto”.

O Projeto
Maria Santana explica que o projeto visa a qualificação e autonomia das mulheres do Tocantins, por meio da qualificação de 1200 mulheres no estado, que vivem em situação de vulnerabilidade social, dando atenção especial às quilombolas, ribeirinhas e periféricas sobre as múltiplas formas de prevenção da violência contra a mulher. Além disso, também é levado em consideração a cultura empreendedora, buscando contribuir na ampliação das possibilidades de geração de trabalho e renda, da elevação da autoestima e da melhoria de suas condições de vida.