Palmas-TO, 28 de janeiro de 2021

WebMail

Fapto é parceira na realização de cursos de qualificação para mulheres do Tocantins

Atualizado em: 13/01/2021 15h29

A Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto) é parceira da Universidade Federal do Tocantins (UFT), por meio da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (Proex), na realização do projeto intitulado “Qualificação e autonomia econômica das mulheres no Tocantins: um caminho possível” que oferecerá qualificação a 1.200 mulheres, entre 22 e 55 anos, em situação de vulnerabilidade social no Estado do Tocantins.

O projeto foi aprovado pelo Ministério da Mulher, da Família, e dos Direitos Humanos e de acordo com a pró-reitora Maria Santana, as capacitações estão inseridas no Macro Programa (Qualifica Mulher). “O projeto vai atender mulheres do estado inteiro. A meta das capacitações é trazer autonomia a essas mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade social, dando atenção especial às quilombolas, ribeirinhas e periféricas”, explica a pró-reitora.

Seis municípios do Tocantins serão contemplados, sendo eles: Palmas, Araguatins, Arraias, Dianópolis, Miracema e Santa Tereza. Vale destacar que em três deles os cursos ocorrerão em comunidades quilombolas. A previsão é que em fevereiro deste ano já iniciem as inscrições de dois cursos em algumas cidades.

Cursos
Todos os cursos, em suas programações deverão abordar além das temáticas específicas, os seguintes temas: motivação/autoestima, leitura, saúde e direito da mulher. Também haverá discussões sobre as múltiplas formas de prevenção da violência contra a mulher, além da cultura empreendedora, buscando contribuir na ampliação das possibilidades de geração de trabalho e renda, da elevação da autoestima e da melhoria de suas condições de vida.

Os cursos de capacitação em:
1. Informação, motivação e valorização da Mulher;
2. Empreendedorismo, Governança, Associativismo e Cooperativa;
3. Criação de galinhas orgânicas;
4. Design de Biojoias;
5. Curso de gastronomia local;
6. Quintais produtos: plantas e comidas medicinais;
7. Produção de doces com frutos do cerrado;
8. Corte e costura;
9. Educação financeira;
10. Produção de derivados de leite;
11. Artesanatos: com frutos/sementes do cerrado, recicláveis: tecido, madeira e MDF. (com informações da UFT)