Palmas-TO, 25 de novembro de 2020

WebMail

Araguaína será a primeira cidade a receber a ferramenta tecnológica de saúde do Qualitopama

Atualizado em: 17/11/2020 17h37

Pesquisadores das áreas de tecnologia e saúde do projeto Central QualiTOPAMA - Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde, Fortalecimento e Organização da Rede de Saúde Interfederativa (Rede TOPAMA), deram início às visitas técnicas aos municípios que irão receber o projeto. O primeiro a receber o grupo de trabalho foi Araguaína, ao norte do Tocantins, que também será sede da central de gerenciamento de informações. A reunião aconteceu no último dia 10, e contou com a presença de profissionais da Secretaria Municipal de Saúde daquele município e pesquisadores do projeto executado pela Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Na oportunidade, os profissionais da Central QualiTOPAMA apresentaram o projeto ao grupo gestor da pasta, que sinalizou de forma positiva para o início da fase de implementação da ferramenta tecnológica. O coordenador para Ações na área da Tecnologia da Informação da Central, Rogério Nogueira, explica que a ferramenta irá facilitar o trabalho dos municípios e acelerar a coleta de dados e informações de saúde da população. “Hoje, boa parte dos municípios ainda trabalha com documentos físicos, ou seja, fichas de papel, o que demanda mais tempo e gera menos eficiência na transmissão de informações de saúde. Com a Central, eles terão acesso ao aplicativo desenvolvido para que gestores e trabalhadores possam notificar doenças como leishmaniose, dengue e outras a partir de um dispositivo móvel”, conta.

A Secretária de Saúde de Araguaína, Ana Paula Abadia, envolveu profissionais de vigilância em saúde e tecnologia de informação da pasta para dar apoio no processo de implantação das ferramentas de diagnóstico. “É um privilégio para Araguaína fazer parte desse projeto, ser cidade polo e a primeira da Norte do Brasil a receber essa ferramenta. O processo de trabalho dos profissionais de saúde e equipe gestora será muito mais fácil à medida que teremos as informações em tempo real para podermos tomar decisões mais assertivas e que venham ao encontro das necessidades de saúde da população”, explicou.

O projeto também disponibilizou todos os equipamentos de segurança sanitária para as equipes que realizarão o diagnóstico no município. Ao todo foram entregues 500 máscaras, 50 aventais, 50 toucas, 10 protetores faciais, 10 litros álcool liquido e 10 litros de álcool em gel. Também estiveram presentes na reunião os professores do curso de medicina da UFT, Fernando Holanda Vasconcelos e Raphael Gomes Ferreira, além de técnicos da Secretária de Saúde de Araguaína.

Sobre a Central QualiTOPAMA

Com a proposta de ampliar o acesso à informação de qualidade e fortalecer o desempenho das políticas públicas em saúde, nasceu em 2018 o projeto Central QualiTOPAMA - Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde, Fortalecimento e Organização da Rede de Saúde Interfederativa (Rede TOPAMA). Com a chancela do Ministério da Saúde (MS), o projeto é desenvolvido pela UFT desde novembro de 2018.

A Central é uma ferramenta de gestão digital que tem como perspectiva, dentro dos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), a construção de um referencial de dados da Vigilância em Saúde que compreenderá informações sobre perfil epidemiológico, sanitário, entre outros aspectos da saúde coletiva.