Palmas-TO, 26 de novembro de 2020

WebMail

Aula inaugural online dará início às atividades da especialização em Transtorno do Espectro Autista

Atualizado em: 03/06/2020 18h20

Cerca de 50 professores da rede pública de ensino do Estado, selecionados para o Curso de Pós-graduação Lato Sensu em Transtorno do Espectro Autista (TEA) no Âmbito das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC), iniciam nesta sexta-feira, 05, as atividades da especialização promovida pela Universidade Federal do Tocantins (UFT) em parceria com a Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto) e o apoio do Instituto de Pesquisa e Extensão de Desenvolvimento Regional do Centro Norte Brasileiro (Ipex-Regional) e da Secretaria Estadual de Educação, por meio do Projeto TEA – TDIC. A aula inaugural será realizada às 19 horas, no ambiente virtual Google Meet, com a participação de alunos, professores do curso e convidados.

O curso tem o objetivo de promover a qualificação e o aprofundamento teórico-prático dos professores-alunos, fornecendo instrumentos para a atuação destes junto aos alunos diagnosticados ou com suspeita diagnóstica de autismo, bem como para a sua atuação junto a familiares e instituições educacionais. Também visa criar condições para que o profissional compreenda a características específicas do TEA e a construção de práticas de inclusão de alunos com autismo em diferentes ambientes.

A especialização seria realizada exclusivamente na modalidade presencial, mas devido à necessidade de distanciamento social, em função da pandemia do Coronavírus, o projeto passou por readequação e, neste primeiro momento, as aulas serão realizadas na modalidade de Ensino a Distância (EaD) para três disciplinas, por meio do ambiente virtual de aprendizagem Moodle. Esse ambiente será utilizado para interações, aulas, atividades online, conferências, fóruns e para disponibilização de textos que serão utilizados pelos professores do curso, cuja carga horária total é de 360 horas.

Outras ações
Além do curso de pós-graduação lato sensu, o projeto TEA-TIDIC prevê ainda um curso na modalidade stricto sensu, a realização de ciclos de palestras em municípios tocantinenses, uma cartilha informativa sobre o TEA, um livro e um vídeo-book. Com a pandemia do Coronavírus, para suprir as necessidades do projeto, também foram introduzidas lives semanalmente ou a cada 15 dias sobre a temática, com a participação de professores, pesquisadores e convidados. Desde o dia 2 de abril, quando começaram a ser transmitidas, já foram realizadas oito lives, com um público de aproximadamente 50 pessoas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (63) 98463-1151.

O Projeto TEA-TDIC é desenvolvido sob a coordenação geral do professor doutor George França, e coordenação adjunta da professora doutora Kátia Rose Pinho. (Texto: Neuracy Viana (Projeto TEA-TDIC))