Palmas-TO, 21 de setembro de 2020

WebMail

Covid-19: Fapto comunica mudança no horário de funcionamento

Atualizado em: 30/04/2020 15h45

Buscando evitar prejuízos às ações da Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto), neste momento de enfrentamento do coronavírus (covid-19), a instituição estabeleceu novas mudanças no horário de funcionamento da sede administrativa. Conforme a Portaria nº 04/2020, que traz as resoluções acerca dos trabalhos da Fapto, a partir do dia 30 de abril de 2020, o horário de atendimento, ocorrerá no período das 14 às 18 horas.

De acordo como o diretor executivo da Fapto, Léo Araújo, a alteração não afetará o andamento dos projetos, pois todos deverão observar os planos de contingência desenvolvidos pelas instituições nas quais se encontram lotados. “Nos reunimos com todos os nossos colaboradores, com os integrantes do Conselho e também com representantes das instituições parceiras para pontuar as mudanças que irão acontecer. Peço comprometimento a todos, com o objetivo de minimizar os efeitos negativos da atual situação, buscando alternativas viáveis para continuidade do atendimento aos nossos clientes, de forma segura e efetiva”, pediu o diretor em reunião com os colaboradores.

A direção observa também que no período abrangido por Decreto de Calamidade Pública Federal, Estadual ou Municipal, todos os colaboradores, coordenadores de projetos, bolsistas, prestadores de serviços temporários e demais colaboradores, deverão observar os procedimentos adotados pelas autoridades de saúde.
Os coordenadores de projetos deverão observar ainda as normas aplicadas pelas autoridades de saúde para evitar exposição aos riscos de contaminação para funcionários celetistas, estagiários, colaboradores eventuais, pesquisadores externos, bolsistas, dentre outros. Para os colaboradores, bolsistas e estagiários autorizados a realizarem teletrabalho (home office) devem ser observadas todas as normas de isolamento social, visando sua própria proteção, de colegas de trabalho e da sociedade em geral.

A Fundação solicita que se, caso o colaborador apresentar sintomas assemelhados aos do Covid-19 (tosse constante, dor de garganta, secreções ou febre), ou tenha contato com pessoas que estejam enquadradas como casos suspeitos ou confirmados, deverá comunicar imediatamente essa ocorrência ao seu Gestor imediato e permanecer em casa, podendo exercer atividades à distância, se possível, e mantendo o isolamento necessário para evitar propagação.