Palmas-TO, 23 de julho de 2019

WebMail

Fapto realiza III Encontro Longitudinal para apresentação de resultados

Atualizado em: 13/06/2019 17h09

A Fundação de Apoio Cientifico e Tecnológico do Tocantins promoveu nesta quinta-feira, 13, o III Encontro Anual do Estudo Longitudinal (pesquisa) no Ensino Médio do Tocantins, que tem como objetivo analisar os resultados das atividades desenvolvidas no Estudo Longitudinal, observando a correlação com os resultados das avaliações padronizadas estaduais e nacionais, a correlação com programas educacionais da Secretaria de Educação do Estado do Tocantins (Seduc) e a comparação com outras pesquisas com metodologia similar realizadas no Brasil. 

De acordo com a gerente executiva, Fernanda Fernandes, o estudo foi desenvolvido em seis unidades escolares (U.E) de Ensino Médio do Sistema Estadual de Ensino do Estado, cada uma em município distinto. A pesquisa aconteceu durante os anos 2016 a 2019, quando foram aplicados 41 instrumentos em um total de 86 dias de campo, com alunos, professores de matemática e língua portuguesa,diretores e coordenadores pedagógicos do Ensino Médio, na modalidade regular.

A coleta de dados e informações foi realizada em equipes pelos pesquisadores de campo, preparados anteriormente pelos especialistas e coordenadores do Estudo. A equipe A fez a aplicação de questionários nos municipios de Aliança do Tocantins, e Barrolândia, já a equipe B aplicou em Aguiarnópolis, Wanderlândia e Colinas.

A professora e coordenadora do projeto, Rosilene Lagares explicou que esses dados são imprescindíveis para trabalhar políticas públicas para melhorar o ensino médio no Tocantins. Dentre os resultados da pesquisa estão: que a predominância dos alunos na sala de aula é do sexo feminino; que os estudantes ainda não participam ativamente nas tomadas de decisões da escola; que a relação dos pais com a escola ainda é pouco significativa, dentre outros. “A família, por diversas circunstâncias, está tentando transferir para a escola algumas tarefas que deveriam ser suas”, mencionou.

Os resultados obtidos permitirá à SEDUC a adoção de diversas políticas públicas com intuito de fortalecer e melhorar o ensino médio no estado.

Ascom Fapto

Foto: Márcio Vieira/ Seduc-TO