Palmas-TO, 13 de dezembro de 2017

WebMail

Universidade da maturidade - UMA

Compartilhe:

A Universidade da Maturidade – UMA, vinculada à Universidade Federal do Tocantins - UFT possui uma proposta pedagógica com objetivo de conhecer o processo de envelhecimento do ser humano para oferecer a promoção do sujeito que envelhece, estabelecendo transformações sociais da conquista de uma velhice ativa e digna embasada no Estatuto do Idoso

A Universidade se propõe à integração dos universitários com os alunos de graduação, identificando o papel e a responsabilidade da Universidade em relação às pessoas de terceira idade. Afinal, dentre as instituições públicas e privadas, a Universidade parece ser, no momento, a mais adequada e capaz de estruturar para responder às necessidades específicas para pessoas acima de 45 anos, tais atividades físicas, culturais e sociais.

É um projeto inovador com carga horária de 360 horas-aula com duração de 18 meses divididos em três módulos, nos quais o acadêmico tem que cumprir na íntegra para receber o título de Educador Político Social.

O trabalho realizado com este projeto significa uma alternativa para as pessoas adultas que a sociedade brasileira exclui, numa fase da vida em que detém experiência acumulada e sabedoria . É um espaço de convivência social de aquisição de novos conhecimentos voltados para o envelhecer sadio e digno, sobretudo na tomada de consciência da importância de participação do idoso na sociedade enquanto sujeito histórico.

A UMA está presente em sete pólos distribuídos no Tocantins (Arraias, Gurupi, Miracema, Porto Nacional, Tocantinópolis e Palmas) e na Paraíba (Campina Grande).


Estatuto

De acordo a Lei nº 10.741, de 2003que dispõe o Estatuto do Idoso artigo 3º VI – capacitação e reciclagem dos recursos humanos nas áreas de geriatria e gerontologia e na prestação de serviços aos idosos; VII – estabelecimento de mecanismos que favoreçam a divulgação de informações de caráter educativo sobre os aspectos biopsicossociais de envelhecimento.

Coordenadora: Neila Barbosa Osório